Por categorias | Novidades, Pastoral

Que país é esse?

Que país é esse?

Em poucos dias o Brasil mudou de cara. Sob o slogan “o gigante está acordando”, muitos estão pregando um novo modo de se fazer política, sem partidos, sem líderes, mas com decisões tomadas por grupos e por manifestações. Não sabemos, ao certo, o que colheremos desse movimento.

As Instituições vinham sendo questionadas nos últimos anos e atitudes toleradas até então, como manipulação pela mídia, por exemplo, ou corrupção nos meios políticos, sofrem a forte oposição das ruas, cujas vozes ecoam em todo o Brasil. Era inimaginável esta reação rápida e crescente que tirou os governantes de uma zona de conforto.
Mas, que País é esse? É o País de uma juventude forte, que aprendeu com os games e com a tecnologia a solução rápida dos problemas. Uma juventude que aprende o valor da educação, apesar das experiências de seus pais. Uma juventude conectada pelas redes sociais, que se mobiliza com rapidez e que interpreta mais rapidamente ainda as oportunidades. É verdade que há vândalos entre eles, baderneiros, mas, viva a juventude!
Que País é esse? É o País de adultos, nas filas de hospitais, no labor para o sustento das famílias, nos apertados orçamentos, especialmente dos aposentados. Essa é uma geração que já viu outros movimentos, guerras, apertos, mas que brava gente! Infelizmente, muitos estão sendo “calados com migalhas”, atitude perversa que sempre esteve presente no Brasil.
Que País é esse? É o País do crescente número de evangélicos, ex-católicos que, mesmo timidamente, estão impondo a agenda política e social, fazendo ouvir a sua voz no Congresso Nacional, nos templos e nos meios de comunicação. Ações como a da “Cristolândia”, das Escolas confessionais, das resistências em relação ao aborto, homossexualismo e desmantelamento da família, se fazem ecoar de norte a sul.
Que país é esse? Um País que ora, crendo na promessa divina: “Se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos; Então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 crônicas 7:14) Lembremo-nos, por exemplo do programa de oração dos Batistas, durante 100 dias em 2012. Oramos, naquele tempo, pedindo que Deus permitisse lisura e transparência nos contratos do setor público, para que o Brasil fosse liberto da corrupção e dos negócios ilícitos, que houvesse ética nos negócios; Oramos por democracia, liberdade de imprensa e religiosa; pedimos também pelo poder judiciário, por uma justiça “justa”, pelos hospitais e pelo sistema de saúde e transporte. Oramos ainda pela presidente, seus ministros e secretários, pelos governadores e prefeitos. Fico a pensar: está Deus já respondendo ao nosso clamor? Está Deus usando a juventude e suas manifestações, para nos responder? Continuemos a orar.
Esse é o nosso País: Grande, mas carente; rico, mas de povo sofrido; cheio de fé, mas muitas vezes longe de Deus. Esse é o campo que Deus nos deu e por ele oramos novamente, em mais 100 dias de oração. Participe desta grande manifestação de fé, que não apenas pode mudar o rumo político, mas a vida de cada brasileiro. Participemos, por exemplo, do encontro da família, no próximo dia 29 de junho em nossa igreja, por um Brasil melhor.
Patriota, Pr. Nilson Godoy

 


Escrito por:

Nilson Gomes Godoy que escreveu 89 artigos em SIBNF – Segunda Igreja Batista de Nova Friburgo.

Pastor da SIBNF

Contate o autor

Deixe um comentário

Advert

Atendimento On Line

Aniversariantes

Próximos Eventos

Twitter


Follow @2ibnf
Powered By: Make Money Online Free

© 2013 SIBNF – Segunda Igreja Batista de Nova Friburgo. Desenvolvido no Wordpress. [___Acessar___]